Home / Contos / A Grande Maça – Capítulo 17 – O Plano

A Grande Maça – Capítulo 17 – O Plano

Minha mãe tinha ficado muito feliz por eu ter conseguido a bolsa em Nova York e ela tinha ficado feliz por saber que meu tio iria morar com ela para que eu pudesse realizar meu sonho sem me preocupar com ela.

Era terça-feira de manhã e eu estava nervoso para aquela noite. Meu tio disse que tinha convidado meu irmão e eu para uma conversa naquela noite.

Por volta dás 14:00 horas eu liguei para meu tio.

– olá – falei.

– olá, preparado para hoje à noite? – perguntou ele.

– eu estava ligando exatamente para sabe se ainda está de pé.

– está sim, eu já convidei seu irmão e ele vai vir aquí ás 19h00min.

– ele sabe que eu vou?

– não – falou meu tio.

– tudo bem então.

– não se preocupe depois da conversa de hoje ele nunca mais vai falar sobre você.

– ok, ás 19h00min eu chego aí.

Eu saí de casa ás 18h00min e avisei minha mãe que iria para a casa do meu tio.

– manda um abraço para ele – falou minha mãe se despedindo.

– tudo bem – falei me despedindo – se sentir alguma coisa é só ligar pra mim ou para a emergência eles estão gravados no número de emergência.

Eu saí pela porta e peguei o ônibus em direção a casas do meu tio. No caminho eu fiquei pensando no que eu diria para meu irmão, eu queria mudar a opinião dele, ele tinha que mudar sua forma de pensar.

Eu cheguei na porta da casa do meu tio ás 19:24 e toquei a campainha da casa dele.

– olá – falou ele abrindo o portão.

– demorei um pouquinho. – falei entrando.

– não tem problemas, foi melhor você ter demorado mesmo um pouquinho.

– meu irmão já chegou?

– sim, por volta dás 17:50.

-nossa, ele chegou cedo – falei sentindo uma ponta de nervosismo – ele sabe que eu venho?

– sabe.

Nós fomos entrando na casa e ele fechou a porta.

– aonde ele está?

– lá em cima – falou meu tio Jeff.

Nós subimos ás escadas e entramos no quarto dele. Quando eu entrei eu levei um susto, meu irmão estava deitado na cama com as mãos para trás amarradas na cabeceira e as pernas amarradas nos pés da cama.

– tio o que é isso? – perguntei assustado.

– eu coloquei um sonífero na bebida do seu irmão.

– pra que?

– sabe o que eu penso de pessoas preconceituosas como o seu irmão?

– o que?

– que são pessoas que não se aceitam.

– você acha que meu irmão é gay?

– acho sim e nós vamos ter a noite toda para provar.

– como assim? A gente vai torturar ele até que confesse?

– o que você acha? – perguntou meu tio.

Eu pensei por alguns segundos e finalmente minha ficha caiu.

– mas tio isso não seria estupro?

– eu aposto com você que no final da noite ele vai estar implorando por mais. – falou meu tio fechando a porta do quarto e nós dois do lado de fora.

– eu não sei se vou conseguir fazer isso.

– não se preocupe tudo vai dar certo – falou meu tio.

Nesse momento ouvi meu irmão.

– tio Jeff! – gritou meu irmão – o que está acontecendo.

– ele acordou! – falei nervoso.

– relaxa você vai conseguir.

Meu tio abriu a porta e meu irmão estava acordado e atordoado.

– o que está acontecendo? – perguntou ele.

– você vai ficar aí essa noite – falou meu tio.

– o que está acontecendo?

– o que está acontecendo é isso – falou meu tio me pegando pela cintura e dando um selinho na minha boca.

– o que é isso? Que aberração é essa? – falou meu irmão.

Quando ele disse isso eu me lembrei de tudo o que ele tinha me dito e senti um pouco de raiva?

– você acha esse selinho uma aberração? – falei olhando pra ele – o que você acha disso?

Falei dando um beijo no rosto do meu tio e logo um beijo de língua demorado e enquanto nos beijávamos eu alisava o peito dele, meu tio apertava minha bunda.

– o que é isso? – gritou meu irmão.

– não adianta gritar – falou meu tio – os vizinhos não estão em casa ou você acha que eu convidei vocês na terça apenas por convidar?

– você não tem o direito de fazer isso – falou meu irmão.

– você é que não tem o direito de dizer aquelas coisas para o seu irmão. – falou meu tio se sentando na cama.

– você não se arrepende de ter dito aquelas coisas pra mim? – perguntei.

– não – falou meu irmão.

– ainda – falou meu tio colocando a mão na perna dele.

– não toca em mim – falou meu irmão tentando se soltar.

– deixa eu ver se pelo menos está duro – falou meu pegando no pau dele ainda por cima da calça jeans.

Meu irmão parou de se mexer quando ele tocou e começou a massagear.

– nem está duro ainda – falou meu tio com um sorriso no rosto.

– eu não sou gay – falou meu irmão.

– é mesmo? – falou meu tio. – Fry vem aqui.

Eu fui até ele e fiquei em pé na cama.

– faz ele ficar excitado, eu vou ficar aquí massageando e sentindo se vai ficar duro.

Eu então dei uma mordida no bem de leve no peito do meu irmão.

– vocês vão para o inferno – falou meu irmão.

– será? – falei desabotoando a camisa dele e alisei o peito liso dele que tinha apenas alguns pelos.

– que corpo gostoso Charles – falei.

– eu via que Charles às vezes esquecia o que estava acontecendo e sentia prazer enquanto meu tio massageava o pau dele.

Eu abaixei e comecei a lamber o peito dele e alisava a barriga.

– para com isso – falou meu irmão.

– olha só Fry, está começando a ficar duro – falou meu tio desabotoando a calça e descendo até o joelho, ele desceu a cueca e pegou o pau dele na mão. – é grande – falou meu tio se abaixando e começando a chupar.

– vocês vão se arrepender – falou meu irmão.

– se arrepender? – falou meu tio chupando a cabecinha – seu pau está igual uma tora – falou ele.

– quem não fica excitado com alguém chupando o pau?

– vem aquí Fry, chupa o meu – falou meu tio caindo de boca no pau do Charles outra vez. Meu tio abriu as pernas e eu abri o zíper na calça que ele usava e tirei o pau cabeçudo dele pra fora e cai de boca chupando cada centímetro daquele pau gostoso.

Eu ví que Charles ficou olhando eu chupar a rola do meu tio.

– quer provar? – falei dando um beijo na cabecinha e masturbando.

– nunca – falou ele.

– não sabe o que está perdendo – falei caindo de boca no pau dele e chupando.

– se levanta – falou meu tio ficando de pé tirando a roupa. Eu tirei minha roupa também e o abracei dando um beijo na boca dele, um beijo bem gostoso e calmo enquanto ele abria minha bunda com as mãos e enfiava o dedo no meu buraquinho me fazendo gemer.

– você vai comer o Fry – falou tio indo até a gaveta e pegando um preservativo e chupando o pau do Charles um pouco e logo colocou o preservativo.

– vem aquí – falou meu tio me fazendo subir em cima do meu irmão e eu coloquei as mãos no peito do Charles e sentei em cima do pau dele e colocou a cabecinha.

– chupa meu pau – falou meu tio ficando em pé na cama e ficando com o pau na altura do meu rosto e eu chupei enquanto entrava e logo senti o pau do meu irmão todo dentro de mim.

– que delicia – falei fechando os olhos e começando a subir e descer.

– Haaaaa – falou meu irmão gemendo – Hummm.

– está gostoso? – falei enquanto masturbava tio Jeff.

– hummm – falou Charles – desamara minha mão – gritou ele.

– tudo bem – falou meu tio.

– o que? – perguntei surpreso – você não pode fazer isso.

– confia em mim – falou meu tio desamarrando as mãos dele.

Quando as mãos dele foram soltas ele colocou na minha cintura e começou um vai e vem.

– é isso que você queria? Meu pau? Então toma – falou meu irmão.

– ai Charles, que delicia. – falei fechando meus olhos e me masturbando.

Meu tio foi até as pernas dele e desamarrou tirando as calças e a cueca.

– você já tranzou com outros homens antes? – perguntou meu tio.

– nunca – falou meu irmão.

– você fode gostoso – falei colocando a mão no rosto dele e alisando a barba dele e Charles ele mandou um beijo pra mim com cara de safado.

– vem aquí Charles, chupa o pau do tio!

Eu sai de cima dele e Charles se sentou na cama e pegou o pau do meu tio na mão.

– qual o gosto que tem? – perguntou ele olhando para meu tio.

– você só vai saber se provar – falou meu tio.

Ele começou a chupar o pau do meu tio com gosto e ele respirava pelo nariz.

Eu me ajoelhei no chão e tirei a camisinha do pau de Charles e comecei a chupar o pau dele também. Depois de uns 10 minutos chupando o pau um do outro eu me levantei e fui até a cama e deitei levantando as pernas ficando com meu cú bem aberto.

– que rabo gostoso – falou meu tio colocando um preservativo e vindo até mim ele colocou o pau dentro de uma vez e já começou a bombar.

– me fode gostoso tio – falei me masturbando.

– quero te foder – falou Charles para meu tio.

– tudo bem – falou meu tio se afastando e eu me sentei na cama.

– senta na cama Charles – falou meu tio.

Charles se sentou na cama e meu tio Jeff entregou uma camisinha para ele.

Charles colocou a camisinha do pau e ficou esperando. Charles abriu bem as pernas e meu tio se sentou no colo dele e o pau foi enfiando e meu tio fechou os olhos sentindo o maior tesão.

– enfiou tudo? – perguntou meu tio.

– sim – falou Charles.

Meu pai colocou uma camisinha no pênis e me chamou.

– vem aqui Fry – eu fui de costas e fui sentando no colo do meu tio e logo o pau dele estava dentro do meu rabo.

– me fode – falou tio Jeff.

Então meu tio começou a me foder e ao mesmo tempo Charles fodia meu tio. Depois de uns 10 minutos eu ouvi meu irmão gemendo alto. E ele parou de comer meu tio, ele tinha gozado.

Meu tio colocou as mãos na minha cintura e começou a me foder rápido e logo senti ele estocando forte e gozou dentro do meu rabo.

– que delicia – falou meu tio.

Eu me levantei e meu tio tirou a camisinha dando um nó. Meu tio se levantou e meu irmão se levantou.

– já gozou Fry? – perguntou Charles.

– ainda não.

Charles se ajoelhou no chão e chupou meu pau e me masturbou e logo eu gozei na boca e no rosto dele.

– ele cuspiu a goza no chão e chupou meu pau outra vez.

– então – falou meu tio – tem certeza que eu e Fry vamos para o inferno?

– sim – falou meu irmão – vocês vão para o inferno por não terem feito isso antes comigo.

Eu fui até meu irmão e dei um selinho na boca dele.

– eu consegui passar na prova – falei pra ele.

– parabéns – falou ele me abraçando.

Depois que tomamos um banho Charles me deu uma carona para casa e agora eu estava mais feliz que o relacionamento com meu irmão seria melhor.

About gayson

Check Also

Confusões no Colegial – Capítulo 11 – WhatsApp

Msg Kaio: Oi. Tudo bem? O ícone vermelho na tela alertava que o rapaz recebera …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *