Home / Contos / Desejos de Colégio – Capítulo 28 – Perspectivas de Bernardo e Matheus

Desejos de Colégio – Capítulo 28 – Perspectivas de Bernardo e Matheus

Fábio: É difícil explicar tudo que aconteceu mas Guilherme começou a me chantagear com esses vídeos e depois do rolo com a polícia eu só queria distância. Me mudei para o exterior e mandava sempre dinheiro todo mês pra ele, como pagamento para não vazar os vídeos. Só que uma raiva extrema chegou nele na hora que ele achou os vídeos de vocês juntos. Não entendi o que ele quis dizer, se ele era apaixonado por Rodrigo ou algo assim… nos comunicamos por skype, eu sempre com medo dele vazar minha privacidade então eu só o escutava. Os vídeos que tinham lá… Por lei eu poderia ser preso… -então ele parou de falar colocando a mão no rosto.

Bernardo: Nossa… que merda isso tudo… -eu falei horrorizado

Falei isso enquanto ouvia sua história. Ficamos chocados com tudo que ele contou de Guilherme e o quão mal caráter ele era. Não chegamos a abrir os vídeos dele e realmente eram alunos e menores de idade… Mas eu lembrava que tinha sido bem diabinho com Fábio, e ele foi muito cavalheiro.

Matheus: Mas então como explica Guilherme ter ligado pro Bernardo? Onde ele está? -falou ele seco

Bernardo: Matheus.. não seja assim… olha tudo que o Fábio passou.

Fábio: Não, tudo bem, ele me chantageou para vir aqui pro Brasil, tive que voltar e vim encontrar com ele aqui. Foi então que o peguei falando no telefone, ele está planejando soltar todos os vídeos mesmo depois de tudo que paguei… E isso afetaria vocês também.

Rodrigo: Eu ainda não consigo entender o porquê de tudo isso, nós nunca tivemos nenhuma química.

Fábio: Na sua cabeça -ele falou brabo, mas logo se acalmou e falou – Desculpa, só que é uma situação tensa.

Fábio pediu licença e foi no banheiro, ficamos os 4 ali. Gabriel veio até onde eu estava e falou que iria para casa, que se eu precisasse era só chamar. Deu tchau para Rodrigo e Matheus e sumiu de vista. Fábio voltou e no momento em que chegou até nós uma mensagem de Guilherme.

SMS GUILHERME: Vão pro inferno.

Nos olhamos depois de cada um ler a mensagem em seu celular. O clima ficou estranho. Começamos a ouvir um barulho muito forte e logo depois Fábio começou a falar:

Fábio: Pode ser o segurança, vamos sair daqui.

Corremos para fora do colégio e decidimos ir para casa, não tinha muito que poderíamos fazer e nenhum de nós gostaria de ser pego. Rodrigo chegou perto de mim e falou.

Rodrigo: Vem pra casa comigo?

Bernardo: Vou

Olhei para Matheus, que sorriu para nós, acho que estava tudo bem. Fábio nos abanou e foi pro seu carro. Matheus estava ligando para um táxi e Rodrigo também. O nosso chegou primeiro, oferecemos para esperar com ele mas ele falou para irmos. Entramos no táxi e fomos para a casa de Rodrigo.

*Perspectiva de Matheus*

Me doeu um pouco ver Bernardo e Rodrigo indo para casa juntos. Mas precisava superar. Eu só queria o melhor que o mundo poderia oferecer para ambos, mesmo que isso me machucasse. Quando eles entraram no táxi eu continuei ali. Não chamei um pra mim, fingi apenas. Voltei para o colégio. Algo estava me incomodando nessa história toda. Eu nunca fui o melhor amigo de Guilherme, mas nós já dividimos momentos íntimos, não conseguia entender o porquê dele querer algum tipo de vingança.

Entrei no ginásio e comecei a vasculhar o lugar. Fui até o banheiro. Olhei em todas as divisórias do banheiro e então achei um celular quebrado dentro do lixo vazio. Sabia que algo estava acontecendo, só não conseguia entender direito o que.

Voltei lá pra fora e chamei um táxi. Sabia que tinha apenas uma pessoa que poderia me ajudar nisso.

*Perspectiva de Bernardo*

Eu estava nervoso. Rodrigo saiu do táxi e segurou a porta para mim. Sempre cavalheiro. Abriu a porta do prédio dele e subimos. Logo estávamos em seu apartamento. Tão familiar. Caminhei até sua estante de livros de novo. Ela já era tão minha em minha cabeça. Peguei de novo a edição do O Morro dos Ventos Uivantes e olhei para ele, sorrindo.

Rodrigo: Faz tempo né?

Bernardo: Faz..

Ele chegou perto e se ajoelhou pegando um DVD na parte dos filmes da estante. Puxou o dvd de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e me entregou, falando: Se lembra?

FLASHBACK – 8 meses atrás

Era um dia atípico. Henrique estava viajando de novo, ele viaja demais. Tudo bem que ele se mudou pra cá por mim, mas mesmo assim… as coisas não estavam maravilhosas. Decidi jantar no shopping. Fui até lá, sozinho, comi uma massa de um restaurante que gosto e fui olhar uma Saraiva. Decidi que iria olhar um filme em casa, estava me divertindo sozinho.

Comecei a procurar que filmes olhar. A sessão de Ação não me chamava atenção. Caminhei até a sessão de Romance, mas todos os que tinham ali eu já tinha assistido. Problemas e benefícios de existir Torrent. Fui para a sessão dos clássicos, afinal, eles nunca me decepcionavam. Caminhei um pouco por ali e peguei o dvd de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e pensei em voz alta “nossa, não tenho esse, já vi tantas vezes. Tão bom”.

Rodrigo: Bernardo?

Virei pra trás e Rodrigo estava ali me olhando curioso.

Bernardo: Oi, hm, oi!

Abracei ele meio sem jeito. “O que está fazendo aqui?” perguntei.

Rodrigo: Estou escolhendo um filme pra ver…

Bernardo: Não sabia que gostava dos clássicos…

Rodrigo: Eu gosto bastante. Inclusive, esse daí é ótimo. Já viu?

Bernardo: Se eu vi? Perdi a conta de quantas vezes. Quem não viu esse filme deveria procurar A G O R A para baixar/comprar/ver.

NOTA DO AUTOR: (PS. se quiser entender a próxima cena direitinho veja o filme (recomendo mt) OU essa cena no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=bQutB3mYc84 )

Rodrigo deu risada e falou: Então é o expert em Amelie?

Bernardo: Digamos que sim!

Rodrigo: Não se importaria em um teste então?

Bernardo: Manda lá

Rodrigo me fez várias perguntas, eu sabia de todas obviamente. Ele procurava mais e mais detalhes para me perguntar, chegamos a sentar no chão de tanto tempo que ficamos ali.

Ele estava ficando sem ideias até que ele perguntou:

Rodrigo: Qual a ordem dos beijos que Amelie dá em Nino no fim do filme?

Fiquei pensando um tempo.

Bernardo: Hmmm, o primeiro é no canto da boca no lado… hmmm nossa! pegou pesado Rodrigo!

Rodrigo deu risada.

Bernardo: Responde você então, bobo.

Rodrigo: Vem, levanta, vou te mostrar.

Levantamos e ele ficou de frente pra mim me olhando, meu coração começou a bater forte e eu sabia que deveria para tudo aquilo mas só consegui segurar o dvd de Amelie mais forte na mão e não ter nenhuma reação.

Rodrigo me puxou fraquinho deixando uma distância de meio metro entre nós e então começou a se aproximar. Deu um pequeno beijo na bochecha (quase boca) do lado esquerdo, isso fez eu me arrepiar todo, logo depois ele deu outro no meu pescoço do lado direito e voltou a me olhar. Pausou um pouco e deu um beijo na minha sobrancelha esquerda.

Foi então que eu lembrei o que vinha depois. Olhei pra ele e disse: desculpa. Coloquei o DVD na bancada e saí correndo. Como quase sempre…

Fim do FLASHBACK –

Bernardo: Claro que eu lembro…

Rodrigo: Se eu pudesse voltar naquela biblioteca ou até na Saraiva de novo.. eu faria tanta coisa difer…

Bernardo: Se tivesse sido diferente poderíamos não estar aqui.

Rodrigo: Como assim?

Bernardo: Só somos o que somos pelas ações que tomamos até aqui, uma pequena mudança no curso da história e poderíamos ser duas pessoas bem diferentes agora.

Rodrigo: Eu gosto de onde estamos.

Bernardo: Então não pensa em mudar nada, só construir o que vem pela frente.

Rodrigo: Quero construir tanto contigo, inclusive terminar de construir coisas que deixamos pela metade. Nunca terminamos essa cena por exemplo – ele disse

Então colocou 1 dedo tocando em sua boca, bem como Amelie fez na cena seguinte.

Eu sabia o que viria depois por ver mil vezes o filme, mas dessa vez não queria correr.

Dei um pequeno beijo de leve no canto da sua boca do lado direito, assim como Nico fez em Amelie, outro beijo no seu pescoço do lado esquerdo e por fim um beijo na sua sobrancelha direita.

Rodrigo colocou suas mãos na minha cintura, me puxando para perto.

Rodrigo: Perfeito. Sabe o que vem depois? No filme eu sei, mas pra gente… Não sei como vai ser o futuro mas o que eu sei é que quero viver o agora contigo.

Enrosquei meus braços em sua nuca e encostei meus lábios nos seus dando um beijo tão esperado pelos dois.

*Perspectiva de Matheus*

Depois de chegar na casa de Gabriel e contar pra ele tudo que aconteceu depois que ele foi embora ele também começou a achar as coisas estranhas. Dei o celular quebrado para ele e pedi que tentasse recuperar algo.

Matheus: Você consegue então Gabriel?

Gabriel: Eu vou tentar…

Matheus: Desculpa te incomodar assim

Gabriel: Sem problemas, eu também fiquei meio assim com tudo que aconteceu e olha que me contaram só, nem estou vivendo nada.

Demorou uns 3 minutos para ele conseguir acessar a base de dados do celular. Era realmente de Guilherme, o mesmo que mandou mensagens pra gente. Gabriel conseguiu ir bastante além nos dados, ele não estava corrompido só quebrado. Ele achou ligações, mensagens, começamos a vasculhar por tudo. Nenhum sinal de nenhum vídeo ou mensagem ameaçadora para nós.

Matheus: Tenta procurar por uma conversa com Fábio.

Gabriel: Tá bom.

Ele encontrou uma pasta enorme de texto de conversa com o professor Fábio. No início era bastante sacanagem, Gabriel foi rolando pra baixo e tinham até nudes e áudios. Quase desistindo de olhar achamos Fábio falando sobre a denúncia da polícia.

CONVERSA DE FÁBIO/GUILHERME

FÁBIO- alguém me denunciou pra polícia, quando eu descobrir o merda que fez isso

GUILHERME- como assim?

FÁBIO- alguém denunciou anonimamente que sou pedófilo.

GUILHERME- nossa, sabe quem foi?

FÁBIO- não, mas a polícia está investigando com alunas… não vão achar nada.. idiotas.

GUILHERME- melhor você se mudar…

FÁBIO- é, melhor deixar passar mesmo

*rolamos a conversa mais pra baixo*

FÁBIO- Comecei a contar quem poderia ter sido e eu acho que foi Bernardo ou os dois defensores dele…

GUILHERME- Porque acha que foi ele? Você não ia viajar?

FÁBIO- Eu acho que foi, o resto não tem como ser, ele e Leandro e você e acabou.. não foi muita gente.

GUILHERME- Mas não pode pular pra conclusões precipitadas…

FÁBIO- Ah mas ele vai ver, vou me vingar.

*rolamos mais pra baixo*

GUILHERME- Fábio para, você já fez demais. Fui eu que tentei te entregar. Mas não deu certo, eu não tinha provas, você transar com menor e que quer transar contigo tudo bem, mas eu não podia ficar de olhos fechados quando vi você abusando de meninos da 5, 6 e 7 série.

FÁBIO- Eu não fiz nada disso. Mentiroso.

GUILHERME- Admite Fábio. Eu vi.

E então Fábio bloqueou o número de Guilherme.

Matheus: Isso foi bem na época que Guilherme foi viajar… E nós desconfiando dele.

Gabriel: Eu tenho os vídeos do Fábio aqui, será que tem com outros menores tipo 5 série? Podemos levar isso para a Polícia. Fábio que tinha acesso ao colégio todo para instalar todas elas, afinal ele trabalhava lá…

Matheus: Sim, faz todo o sentido. E realmente, ele achar que foi Bernardo ou eu ou Rodrigo que denunciou ele… Ele é louco. Abusar meninos da 5 série, que horror.

Gabriel procurou mais naqueles vídeos, passou outro programa e encontrou mais vídeos. Ficamos chocados com tudo que vimos. Era abuso mesmo. Pornografia infantil e estupro praticamente. As crianças nem sabiam o que estavam fazendo.

Gabriel: vamos pra polícia agora? quer chamar Rodrigo e Bernardo?

Matheus: Não vamos chamar não, eles tem muito o que resolver. Vamos direto pra polícia, esse filho da puta precisa ser preso e o Guilherme pode estar em perigo.

*Perspectiva de Bernardo*

Rodrigo me levou no colo e me deitou em sua cama, colocou uma música baixinha e falou “esperei tanto por isso”. Ele tirou a camisa e começou a tirar a minha com as duas mãos deitando por cima de mim. Enquanto ele subia minha camiseta ele beijava minha barriga, meu peito, minha nuca e minha boca. Seu gosto ativava uma nostalgia enorme na minha mente mas ao mesmo tempo tudo parecia novo.

Fui tocando seu peito e barriga até chegar no caminho de pelos que levava até sua calça, ele sempre me deixava louco. Alcancei o botão de sua calça e comecei a abri-la, sentia seu pau duro como pedra. Ele gemia com cada toque que eu dava, era um gemido grosso e cheio de tesão que me deixava cada vez mais excitado.

Rodrigo levantou e me puxou, tirando minha calça antes que eu pudesse tirar a sua. Me virou de costas em cima da cama e começou a me encoxar enquanto empurrava sua calça pra baixo tirando-a. Seu volume tocava minha bunda, as cuecas impediam o contato direto, mas nos deixavam loucos só de sentir o que estava por vir. Ele se ajoelhou e começou a tirar minha cueca com os dentes enquanto passava a mão no meu corpo. Me inclinei mais pra frente e senti sua língua ir direto no meu cu. Dei um gemido alto quando senti pela primeira vez.

Bernardo: Nossa, isso assim…

Quando Rodrigo levantou de novo ele estava sem cueca e me virou de frente pra ele, me beijando e fazendo nossos paus se encostarem. Ambos estavam babando muito. Nos ajoelhamos e continuamos nos beijando. Ele estava indo levantar e eu puxei ele de volta.

Bernardo: Somos só nós dois agora, por mim não precisa. Fui cuidadoso em todas as minhas outras vezes…

Rodrigo: Eu também fui.. Somos só nós dois então?

Bernardo: Só nós dois.

Ele voltou a me beijar mais excitado do que nunca. Seu pau nunca babou tanto. Ele sentou na cama e eu sentei de frente pra ele, encaixando nele. Seu pau entrava com muita facilidade por estar completamente lubrificado de tanto que ele babou. Eu nunca tinha sentido entrar sem nada e nem ele, o nosso prazer era tão grande.

Rodrigo me segurava com força e me fazia subir e descer em seu pau, a gente gemia juntos de prazer. Seu pau era muito delicioso. Então sem nem sair de dentro de mim ele me deitou de frente e colou todo o corpo em mim enquanto enfiava em mim, começou a beijar meu peito e morder meu mamilo, eu gemia muito e arranhava suas costas.

Bernardo: Nossa Rodrigo, assim, nossa que gostoso.

Rodrigo: Quer mais é?

Bernardo: Mais, isso mais

Ele enfiou o resto do pau dele que não estava dentro ainda. Senti dor primeiro mas quando ela passou o prazer ficou pleno. Ele me pegou no colo de novo sem tirar o pau de dentro e levantou nos levando até a parede. Começou a me fuder de pé enquanto eu gemia sem parar. Os músculos do seu braço muito duros e fortes me deixavam louco. Ele me levou de volta pra cama e saiu de dentro de mim, me mandando ficar de 4.

Obedeci e então virei só a cabeça pra ele. A cara de tesão que ele estava era indescritível. Quando ele entrou em mim e começou a enfiar pra frente e pra trás sem parar eu não sabia mais nem onde estava, só que estava com Rodrigo.

Ele colocou as mãos no meu corpo e me puxou, continuou me comendo por trás mas começou a bater pra mim. Gozamos ao mesmo tempo, senti sua porra quentinha invadir meu cu e ser recebida muito bem enquanto eu gozava em toda a sua mão.

Deitamos sem fôlego e respirando forte.

Ele virou pro lado me olhando.

Olhei pra ele.

Bernardo: Eu te amo Rodrigo.

Rodrigo: Eu te amo Bernardo.

*Perspectiva de Matheus*

A polícia não demorou para achar o caso de Fábio, afinal não era todo dia que alguém era acusado de pedófilo e isso era algo preocupante. Colocamos os vídeos com menores de idade do arquivo dele (menos os que eu, Rodrigo e Bernardo aparecemos) no pen drive e falei que achamos no colégio. A polícia ficou um pouco desconfiada, principalmente por Gabriel já ter passado por ali por hackear mas não tinha sido acusado nem nada, mas depois de ver 1% do material que tinha no pen drive eles ativaram todas as unidades para achar Fábio.

Não foi difícil encontrar ele pelo sinal gps de seu celular. A polícia encontrou ele logo e foram atrás nos mandando ficar ali. Eu e Gabriel pegamos um táxi e paramos uma quadra longe do apartamento dele para que ninguém nos visse.

Passou um tempo e então eles saíram dali com Fábio preso com algemas e tudo e Guilherme roxo em vários lugares!

Matheus: Fábio pegou Guilherme!

Gabriel: Matheus, calma…

Só ouvi Gabriel falando isso mas já estava correndo até ele. Ignorei os policiais e abracei Guilherme.

Guilherme: Matheus! Nossa que bom ver alguém conhecido. Ai, ei, to dolorido calma

Matheus: Desculpa – soltei ele um pouco – a gente pensava que era você o culpado, me desculpa por demorar tanto tempo pra me tocar!

Guilherme: O importante é que me achou! Bernardo e Rodrigo estão bem? Eu tentei fazer algo mas Fábio me impediu antes, eu fugi dele esse tempo todo, achei um emprego bem longe daqui e tava preparado pra me livrar disso mas depois que ele começou a me mandar mensagens querendo me destruir eu achei que vocês corriam perigo também por isso voltei..

Matheus: Ele te pegou hoje?

Guilherme: Sim, eu tentei entrar em contato com vocês por muito tempo… mas acho que ele estava interceptando todas as minhas tentativas.

Matheus: Pelo menos está tudo bem agora…

Guilherme: Sim, agora está tudo bem! Me empresta seu celular? Meu namorado deve estar preocupado…

Matheus: Claro, pega aqui…

Voltei para onde Gabriel estava para pedir o celular dele emprestado e avisar Bernardo e Rodrigo.

Bernardo: Alô, Gabriel, tudo bem?

Matheus: Sou eu Ber, tá com o Rodri?

Bernardo: Tô sim, pq?

Matheus: Coloca no viva voz, tenho muita coisa pra contar…

E então contei tudo que aconteceu… Eles ficaram em choque com tudo, perguntaram de Guilherme, perguntaram se queriam que fossem lá. Tranquilizei os dois. Dava pra sentir que estavam bem um com o outro. Isso me dava um sentimento estranho, mas também uma felicidade de ver duas pessoas que eu me importava bem. Era só uma questão de tempo…

*

As coisas começaram a se concluir de vez nesse capítulo! Próximo capítulo vamos ter muitas resoluções novas, fim da escola e MAIS UMA REVELACÃO CHOCANTE! Não contarei mais nadinha, fiquem atentos!

Últimos 2 capítulos e FIM gente! Que loucura!

Comentem, votem, adoro o que vocês falam! <3

About gayson

Check Also

Confusões no Colegial – Capítulo 10 – Gripe

−Perfeitos. Simplesmente perfeitos (suspiros). Aqueles abdomens malhados, braços musculosos e os bumbunzinhos… (mordisca os lábios …

7 comments

  1. Quero um triangulo nao quero q matheus fique com outra pessoa????

  2. Marciel Jacob Honorato

    A cada capítulo fico excitado e torcendo q chegue logo os próximos capítulos, parabéns pela belíssima história.

  3. Esse episódio foi postado hoje? Tenho a impressão que já tinha sido postado. Adorei a personalização.

  4. EU SABIAAAAAAAAA Q ERA FABIO EU DISSE EM CAPITULOS ANTIGOS !

  5. O capitulo 29 sera postado hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *