Home / Contos / Desejos de Colégio – Capítulo 25 – Perspectiva do Rodrigo – Parte 2

Desejos de Colégio – Capítulo 25 – Perspectiva do Rodrigo – Parte 2

As coisas estavam estranhas. 1 mês do término de Bernardo e Henrique tinha passado. O vestibular estava chegando. Fiz minha inscrição no vestibular para Psicologia. Não era o que meus pais queriam mas é o meu sonho e vontade que importa. Estava focado nisso.

A última vez que estive com Bernardo e Matheus foi para procurar Guilherme e não achamos nenhum rastro dele. Seus colegas de faculdade disseram que ele tinha se mudado e ele desativou todas as redes sociais. Não tivemos mais vídeos nem nada, tudo estava tranquilo quanto a isso, mas ainda assim as coisas pareciam estranhas.

Cheguei na sala de aula e logo vi Matheus, ele parecia triste então fui falar com ele.

Rodrigo: Ei, tudo bem?

Matheus: hmm, Oi, sim.. sei lá, não sei o que quero da vida e as inscrições do vestibular encerram semana que vem.

Rodrigo: Tem que pensar direitinho, pensa no que você é bom, no que você quer fazer…

Matheus: É, eu to tentando.. Mas as coisas com o Nico também não vão muito bem.. Ele é muito ciumento e brigamos… Complica tudo.

Rodrigo: Nesse departamento eu não posso ajudar, nunca namorei então…

Matheus: É…

Nesse momento Bernardo entra na sala e olha para nós. Ele estava olhando pra mim ou para Matheus? Não conseguia decifrar seu rosto. Ele abanou e sorriu de canto mas foi sentar na sua cadeira longe de onde a gente estava.

Como nossa investigação não deu em nada e Henrique deixou um vazio enorme as coisas estavam confusas na mente de todo mundo, principalmente na dele. A minha não conseguia esquecer nossos momentos mas ao mesmo tempo era confuso.

Olhei para Matheus e tirei da mochila a lista de faculdades que me inscrevi e dei para ele os panfletos.

Rodrigo: Aqui tem as faculdades e os cursos que elas tem, dá uma olhada.. Vê se te agrada. Boa sorte..

Matheus: Obrigado, mesmo.

Ele disse isso e pegou na minha mão. Apertei-a e sorri de volta, indo sentar no meu lugar.

Muito tempo passou desde que fomos os 6 muchachos mas minha relação com Matheus sempre foi mais conectada que as outras. Fora quando estávamos escondendo o que tínhamos com Bernardo as coisas foram boas.

Olhei para o lado e lá estava Bernardo, ele tirava um livro da mochila, abrindo-o e começando a ler. Seu dedo passava a mão na língua e então virava as páginas do livro de um jeito que estava me enlouquecendo. Mas não podia falar com ele, não depois do que aconteceu na minha casa, tinha que deixar ele se recuperar.

ACASO

Depois da aula fui para o clube nadar. Precisava esvaziar a cabeça. Entrei no vestiário das piscinas térmicas e comecei a tirar minha roupa. Coloquei um calção e entrei em um dos chuveiros. Era só para tomar uma ducha rápida mas a água quentinha batendo em mim me relaxou que fiquei mais alguns minutos.

Quando saí dali fiquei chocado. “Bernardo?” logo pensei. Dei de cara com um menino de costas e pelado. Analisei mais um pouco, mas não era Bernardo. Era bem parecido, mas eu já tinha decorado todas as pintinhas de Bernardo. O menino se virou, ele era bonito, lembrava um pouco o Ber mas não chegava aos pés, ele deu oi ficando vermelho e colocou uma sunga azul.

Dei oi e me dirigi para as piscinas. Nadei sem nem olhar para os lados por uma hora sem parar direito, quando o sinal das piscinas bateu para sair eu parei e respirei um pouco. Estava cansado, fazia séculos que não treinava na água. Fui para o vestiário e tirei meu calção e peguei minha toalha no armário.

Quando estava indo para os chuveiros vi um papel grande na parede que dizia: SAUNAS – REFORMA COMPLETA. HORÁRIOS 14H ~ 22H. Logo pensei em como seria relaxante, ainda mais que nesse horário das 15h quase não tinha ninguém no clube. Li sobre as coisas novas da sauna e me dirigi para lá.

Sentei na sauna seca e realmente ela estava linda. Com a madeira novinha e pelo aviso tinham acabado a reforma essa semana ainda. Fechei os olhos e fiquei ali respirando e suando bastante. Logo ouvi o som da porta de madeira abrir, ignorei e continuei na minha, relaxando. Comecei a imaginar Bernardo nessa sauna comigo, meu pau começou a ficar duro na toalha. Comecei a tentar tapar então ouvi o banco de madeira fazer barulho.

Quando abri os olhos lá estava ele, o garoto de antes. Ele estava nu, com o pau muito duro e batendo uma. Do seu lado uma toalha jogada e uma camisinha. Pensei “esse garoto só pode ser louco”. Então percebi que o meu volume estava muito óbvio na toalha, ele provavelmente achou que eu estava olhando para sua bunda no início do treino e que agora era para ele que estava assim. Sauna realmente é um lugar bastante Gay pelo que Guilherme me contou anos atrás.

Eu estava muito excitado, então só abri a toalha, deixando meu pau pra fora. Foi o bastante. O menino veio e se ajoelhou na madeira da sauna. Ele chupava meu pau com muita habilidade. Fechei os olhos e comecei sentir meu pau babar na sua boca.

A sauna começou a ficar muito quente e ouvimos os chuveiros de longe, ele levantou e colocou sua toalha e me puxou. Coloquei a minha também e o segui. Ele nos levou para uma sala de massagem que estava desocupada e trancou a porta, ativando uma luz dizendo que estava “em uso”.

Rodrigo: Espertinho…

Joaquim: Ninguém vai nos incomodar aqui, prazer, Joaquim

Rodrigo: Prazer…

Joaquim: Sem nomes? Beleza, o que importa tá aqui…

Ele nem deu tempo de eu completar e já se ajoelhou me chupando de novo. Tinha a sensação de que ele tinha feito isso muitas vezes. Essa era a primeira vez que eu fazia isso com um estranho. E a primeira vez que eu transava desde Bernardo e Matheus.

Fechei os olhos e deixei ele me levar para um mundo de prazer que eu quase tinha esquecido que existia. Nenhum garoto me despertava prazer que não fosse Bernardo e as vezes Matheus. Esse garoto, por pegar as rédeas, fez eu me desprender um pouco.

Comecei a puxar seu cabelo ao fuder sua boca, ele gemia baixinho. Logo ele pegou a camisinha e colocou em mim.

Joaquim: Infelizmente não podemos demorar aqui, não sei que horas vai ter massagem, mas não vou sair antes que goze dentro de mim.

Rodrigo: Safado

Joaquim: Você nem imagina

Peguei Joaquim pela cintura e fiz ele sentar no meu pau. Enquanto entrava ele gemia então tapei sua boca para ninguém nos ouvir. Ele começou a cavalgar em mim e empinar sua bunda. Comecei a pensar nas experiências sexuais que tive e por mais que essa fosse muito boa, não se igualava. Fechei os olhos e o que veio na minha mente foi o vídeo que mandaram pro Henrique com a menage. Comecei a ficar muito excitado e comi o cu de Joaquim com bastante tesão e força. Gozei lá dentro e então ele gozou no chão todo.

Ele levantou, tirou a camisinha do meu pau e chupou mais um pouco. Levantamos juntos quando ouvimos a porta da sauna ao lado abrir.

Rodrigo: Precisamos ir…

Joaquim: Sim, só vou limpar meu gozo – e então ele riu

Ele se abaixou para limpar e quando levantou eu já estava com a toalha na cintura. Ele colocou a dele e me grudou na parede, indo me beijar.

Rodrigo: Temos que ir..

Joaquim: Tranquilo, sei como vocês “héteros” são – ele fez sinal com aspas nas mãos

Ele não sabia de nada, mas deixei pensar que eu era um daqueles enrustidos que não beija para não ter que explicar que estava de coração partido. Fui tomar meu banho e vi pelo menos mais uns 3 caras me secar. Não era só o vestiário da escola que tinha histórias pra pensar.

TELEFONEMA

Cheguei em casa e o telefone começou a tocar. Atendi.

Rodrigo: Alô?

Matheus: Rodrigo?

Rodrigo: Matheus? Tá tudo bem?

Matheus: Não muito, problema se eu passar na sua casa? Ninguém atende no Bernardo e não sei pra onde ir..

Rodrigo: Claro, pode vir..

Matheus: Tô chegando.

O que será que era? Ele parecia pior do que hoje de manhã. Deu tempo de eu colocar a toalha e calção para lavar e me trocar que o interfone tocou.

Rodrigo: Matheus?

Matheus: Sim, sou eu

Rodrigo: Vou apertar, sobe aí

Demorou alguns minutos além do normal mas logo a campainha tocou. Quando abri Matheus estava com um corte no rosto sangrando e a mão segurando a perna.

Rodrigo: MATHEUS! O QUE ACONTECEU?

*

RETA FINAL!

ÚLTIMOS 5 CAPÍTULOS!

About gayson

Check Also

Confusões no Colegial – Capítulo 10 – Gripe

−Perfeitos. Simplesmente perfeitos (suspiros). Aqueles abdomens malhados, braços musculosos e os bumbunzinhos… (mordisca os lábios …

4 comments

  1. Cara lança logo o proximo vai….????

  2. Essa espera está me matando

  3. Eu acho que foi o guilherme. A frase usada no final do video é usada por ele umas duas ou três vezes no momento em que ele falou com o Rodrigo e o Matheus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *