Home / Contos / Desejos de Colégio – Capítulo 24 – Perspectiva do Rodrigo

Desejos de Colégio – Capítulo 24 – Perspectiva do Rodrigo

Deitei na cama com ele, meio longe, então ele chegou bem próximo, sentia sua respiração na minha orelha. Ele colocou a mão no meu peito, por dentro da camiseta, começando a passar ela pelas minha barriga e descendo até chegar no meu umbigo. Eu já estava ficando arrepiado. Seu toque me lembrava muitos momentos. Sua mão chegou nos meus pelos e ela foi descendo, percorrendo cada fio praticamente, até chegar na minha calça…

Eu estava achando aquilo muito bom mas muito errado. Ele estava frágil, acabou de terminar um namoro de 2 anos. Não poderia me aproveitar disso por mais que minha mente quisesse. Ele não devia saber o que queria e seria só pior se acordasse amanhã assim. Mas não sabia o que fazer, ele continuava com a mão em mim.

Gentilmente me sentei na cama e peguei suas mãos o fazendo olhar pra mim. ” Vai ficar tudo bem Bernardo…” falei olhando pra ele na pouca luz que vinha da janela. Então ele começou a chorar e se abraçou em mim.

* Perspectiva do Bernardo *

Acordei no outro dia com muita dor de cabeça. Tudo estava acontecendo muito rápido. Levantei e fui olhar no relógio, eram 4 horas da tarde já. Peguei meu celular e não tinha nada do Henrique ali. Procurei por Rodrigo no quarto e não achei, fui até a sala e lá estava ele, deitado no sofá.. dormindo. As lembranças da noite anterior foram voltando. Mal acabei com Henrique e já estava fazendo merda. Não sabia como ele tinha esse efeito em mim depois de tanto tempo, Rodrigo realmente me fazia sentir diferente. Não sabia se isso era bom ou ruim.

Acordei ele e o clima estava estranho. Falei que iria para casa, ele não me impediu. Não sabia o que ele estava pensando.

Chegando em casa tentei ligar pro Henrique. Nada, dava desligado. Decidi ir até seu apartamento. Ele também não atendeu o interfone. Como um vizinho estava saíndo eu entrei quando ele saiu. Fui até a porta de Henrique e bati. Esperei um tempo, sem resposta, e tentei abrir a porta, mas ela estava destrancada então entrei.

A visão do que encontrei ali me chocou. Não tinha nada que mostrasse que alguém estava morando ali, só o que ficou foram os móveis que vieram no aluguel do apartamento. Henrique tinha levado tudo que era dele. Não sei pra onde. Fui para o quarto correndo e abri o armário, nada dentro. Fui para a cozinha e abri todas as portas, nada dentro. Nem na geladeira tinha algo. Voltei para a sala e achei um envelope com meu nome na mesa.

PARA BERNARDO

” Sou um covarde, mas não sou idiota. Seja feliz com quem for que você ame, pois eu não sou. Não me procura, não te quero na minha vida. Recebi isso por correio, talvez te ajude a decidir com quem ficar. Adeus Bernardo” ASS Henrique L.

Junto com a carta de Henrique tinha um pen drive. Conectei na TV da sala, chocado demais para ter qualquer reação. O pen drive abriu e tinha 1 vídeo, selecionei ele e começou a carregar.

NO VÍDEO

Quando começou a tocar vi Matheus tomando banho nos chuveiros do colégio. Logo já sabia o que estava por vir e fiquei com medo de quem teria visto isso. “A água batia no corpo de Matheus, ele se ensaboava tranquilo. Me vi entrando na área do chuveiro, eu estava de cueca branca. Ele me olhou de maneira safada e me chamou pro chuveiro enquanto entrava na água com ele, suas mãos tocando no meu corpo, eu gemendo. A câmera estava muito bem posicionada pois dava para ver tudo.

Dava pra ver meu pau duro pela cueca enquanto ele me encoxava, sarrando seu corpo no meu. O vídeo mostrava a gente tirando as cuecas e eu me ajoelhando para chupar seu pau duro. Ele com os olhos fechados e gemendo muito, logo eu estava beijando sua boca.

Eu estava indignado que alguém tinha filmado aquilo, pensando o que Henrique deve ter pensado ao ver mas ao mesmo tempo não conseguia desligar.Logo a tela ficou dividida e em uma cena aparecia eu e Matheus nos beijando e na outra Rodrigo entrando no vestiário, eram duas câmeras então. “Merda” pensei. Rodrigo nos espiou por alguns segundos e logo tirou a roupa e entrou, tocando no meu corpo. Rodrigo começou a beijar meu pescoço com os braços nos ombros de Matheus. A cena estava me deixando com muito tesão, todas as preocupações ficariam para depois pois eu estava de pau duro.

Pelo som abafado deu para ouvir Matheus perguntar o que Rodrigo fazia ali. Eu lembrava como se fosse ontem sua resposta “Cara, não vamos pensar agora, to com muito tesão pra raciocinar direito” e começamos a nos beijar.

Rodrigo apertava minha bunda, me beijando e Matheus lambendo meus mamilos e masturbava o pau dele. -Sentei no sofá da sala de Henrique e tirei meu pau pra fora batendo uma- Na TV Matheus desligava a água e saia da área que a câmera filmava. Rodrigo e eu continuamos nos beijando, Matheus voltou e se ajoelhou colocando o meu pau e o de Rodrigo na boca ao mesmo tempo, chupando e engasgando.

Ele levantou e nos puxou pela mão para os bancos do vestiário, onde a outra câmera conseguia nos filmar. Nessa hora subi no banco e ambos começaram a me chupar. -Lembro de ter falado em tom autoritário “me chupem agora”, isso só me dava mais e mais tesão, meu pau babando todo na minha mão enquanto eu batia na sala- No vídeo eu pegava na nuca deles e comecei a fuder a boca de um de cada vez enquanto gemia.

Então tirei meu pau da boca deles e peguei suas nucas, fazendo-os se beijar. -Naquele dia não tinha notado, mas não foi algo que os deixou muito confortável, parecia que ambos queriam parar- Então Rodrigo parou e falou “Eu vou te comer agora, Bernardo”. Matheus deu uma camisinha pra ele e sentou no banco, lambendo meu cu me fazendo gemer. Rodrigo sentou do lado dele e me puxou com força, fazendo eu sentar em seu pau. Eu gemi alto enquanto ele bombava aquele pau no meu cu e Matheus começou a chupar meu pau que babava em sua boca. Coloquei uma camisinha no meu pau enquanto falava pro Matheus “Vou te comer enquanto o Rodrigo me come, senta aqui em mim gostoso” então ele ficou de pé no banco pedindo que eu lambesse seu cu.

Ele gemia bastante. Rodrigo então falou “Deixa eu chupar esse puto” e começou a lamber o cu de Matheus cada vez mais. -A visão naquele dia foi inesquecível, mas ver por vídeo me deixava com mais tesão ainda- No vídeo eu comecei a enfiar e bater para ele ao mesmo tempo. -A visão de nós três fudendo parecia um vídeo porno profissional.- Nós três gemíamos muito e o pau de Matheus estava babando demais. Rodrigo fez uma cara de prazer muito satisfatória, foi a hora que gozou dentro de mim. Levantamos e eu continuei comendo Matheus de pé enquanto Rodrigo se ajoelhou chupando seu pau. “Caralho, que gostoso, isso, chupa minha pica” Matheus falava entre gemidos.

Minha bunda começou a contrair e lembrei que foi essa hora que gozei dentro dele, ouvindo seu gemido quando sentiu que gozei. Sai de dentro dele e Rodrigo sentou no chão, enquanto Matheus batia muito forte. Ele gozou por todo o peitoral de Rodrigo gemendo muito forte. -Foi então que gozei muito forte, sujando todo o sofá de Henrique- O vídeo mostrou nós três nos beijando no chuveiro e então uma frase apareceu na tela “HENRIQUE, SAI DESSA, ELE NÃO VALE NADA”.

O tesão acabou praticamente na mesma hora de ter lido aquilo. Alguém realmente tava tentando destruir nossas vidas. Ou a minha vida. Quem que poderia me odiar tanto assim? Será que esse vídeo foi parar em algum outro lugar? Essa menage aconteceu faz tanto tempo e no fim das contas gerou tantos problemas… E agora estava de volta aqui, na minha cara. Sei que teria que conversar com Rodrigo e Matheus depois disso, mas estava com medo, principalmente depois do que aconteceu da última vez.

* Perspectiva do Rodrigo *

Tomei um banho e dormi de novo depois que Bernardo saiu daqui. Estava odiando aquele clima estranho que ficou. Não sabia bem o que eu queria, o que estava acontecendo. As coisas mudaram tão rápido. Parecia que o vestibular que estava cada vez mais próximo era a coisa menos importante na minha vida quando deveria ser a mais importante.

Abri os livros para tentar estudar, foi 1 fracasso. Não conseguia focar em nada. Peguei o celular e baixei o Grindr pela primeira vez e comecei a procurar. Todos os perfis pareciam ridículos. Todos os que me chamaram não me interessavam em nada.

Eu sabia o que eu queria. Sabia também que não estava ali naquele aplicativo. Logo que excluí ele Bernardo estava me ligando. Atendi e ele pediu que encontrasse ele em sua casa urgente. Peguei um casaco e fui correndo pra sua casa.

Chegando lá, Matheus estava na frente apertando o interfone.

Rodrigo: Oi Matheus.

Matheus: Oi, o que será que aconteceu?

Rodrigo: Sei tanto quanto você…

* Perspectiva do Bernardo *

Abri a porta e falei para os dois sentarem no sofá. Ambos me olhavam com cara de preocupados. O vídeo que acabei de ver ao mesmo tempo me deixou confuso – parecia que eu estava no primeiro ano de novo- e ao mesmo tempo me deixou com medo de quem poderia ter ele nas mãos.

Bernardo: Obrigado por terem vindo. Eu acho que temos um problema maior do que a gente esperava. – falei enquanto eles me olhavam- Eu odeio ser o portador de más notícias… mas a situação do vídeo acabou de sair de controle de vez.

Matheus: Como assim Ber?

Bernardo: O Henrique foi embora. A gente terminou ontem e faz tempo que as coisas não vão bem. Ele se mudou, trocou de número, não consigo encontrá-lo… nem sei se quero. Mas o problema maior é que ele recebeu um pen drive de alguém. Eu vou mostrar o que tinha nele pra vocês, mas vamos ser adultos aqui, tudo bem?

Ambos fizeram que sim com a cabeça e apertei play na televisão. Ambos olhavam e quando Matheus apareceu tomando banho pela cara ambos já tinham noção do que era.

* Perspectiva do Rodrigo *

Peguei o controle da mão de Bernardo e passei pra frente um pouco do vídeo, com medo que fosse o que estava pensando que era. Lá estávamos nós 3, transando nos bancos do vestiário. Era exatamente o que eu tinha medo.

Rodrigo: QUE PORRA É ESSA? TINHAM C MERAS EM TUDO?

Matheus estava pálido, olhando. Bernardo pegou o controle de volta e foi passando o vídeo para o final.

Bernardo: Olha isso, alguém quer fuder com a gente, ou comigo, não sei.

Letras apareceram na tela, escrevendo “HENRIQUE, SAI DESSA, ELE NÃO VALE NADA”. Isso me deixou muito irritado. Ninguém pode falar isso do Bernardo.

Rodrigo: Porra, que merda que tá acontecendo nessa cidade? E depois de tanto tempo, por que demorou tanto pra isso vazar? 2 anos já! Quem tá fazendo essa merda?

Bernardo: Eu não sei e honestamente, eu não sei o que essa pessoa quer além de infernizar a gente. Não parece ter um propósito além de nos ferir, me ferir, eu tenho medo do que pode acontecer depois. Será que esse vídeo tá por ai que nem o outro? Será que segunda-feira vai ser um inferno maior ainda? Eu to com muito medo.

Matheus: Eu acho que se tivesse vazado o colégio já teria nos ligado, não? Alguém teria falado algo pra gente, não?

Rodrigo: Sim, talvez.. realmente as coisas estão muito quietas, mesmo sendo domingo.

Matheus: Agora é torcer pra essa pessoa não vazar isso mais. Não consigo pensar em quem possa ser.

Bernardo: Alguém que nos conhece desde o primeiro ano ou antes… Alguém da nossa e turma? Algum dos meninos do ex-grupo de vocês? Alguém do colégio? Professor Fábio? Mas nenhum motivo me vem na mente… Quem poderia ter raiva da gente?

Rodrigo: Leandro talvez? Algum dos 6 Muchachos será? Nicolas? Mas não consigo pensar em motivos para nenhum desses também.

Matheus: Nicolas é ciumento… Mas não é doente, e é meu namorado.. Nem os muchachos.. pq iriam querer estragar minha vida? ou as nossas vidas?

Bernardo: Leandro é meu amigo.. impossível.. Nossos colegas não tem nada a ver com isso, seria uma perda de tempo não? O professor Fábio até se mudou depois da função com a polícia, tá no exterior ainda eu acho… e além disso nunca fizemos mal para ele… Gente! Agora que me lembrei… E o Guilherme?

Rodrigo: Nunca mais falei com Guilherme também, desde que ele entrou na faculdade..

Matheus: Eu não falo com Guilherme faz anos, realmente sumi da vida dele…

Bernardo: Talvez seja hora de procurá-lo.

*

ÚLTIMOS CAPÍTULOS! AS COISAS VÃO ESQUENTAR

Beijo pra todos!

About gayson

Check Also

Confusões no Colegial – Capítulo 10 – Gripe

−Perfeitos. Simplesmente perfeitos (suspiros). Aqueles abdomens malhados, braços musculosos e os bumbunzinhos… (mordisca os lábios …

4 comments

  1. Posta logo, vai….

  2. Tô suspeitando um pouco do Nicolas como ele tem uma câmera e taus , ele é o mais suspeito para mim.
    Essa história está cada vez mais interessante não está ficando tanto no sexo , acho q antes estava muito exagerado , mas agora já está no ponto serto .
    É eu sou a favor de Bernardo e Rodrigo kkk.

  3. ESTOU ALEM DO NERVOSISMO !

  4. Poxa demora tanto de um para o outro…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *