Home / Contos / Desejos de Colégio – Capítulo 22 – Perspectiva do Matheus

Desejos de Colégio – Capítulo 22 – Perspectiva do Matheus

Matheus: Eu ainda estou em choque com o vídeo, é sério…

Nicolas: Você já disse isso meu ursinho, mas já faz um tempo… duas semanas já passaram… vamos tentar deixar isso pra lá? Não temos mais o que fazer.. já foi… Não acharam quem fez nem nenhuma pista disso…

Matheus: Eu sei, só fico chateado… Bernardo estava tão feliz e o Henrique é um cara legal… Agora parece que fica tudo tenso… Rodrigo voltou pra vida dele e de certa forma pra minha e ninguém acha quem vazou isso.

Nicolas: Vamos dormir, está tarde…

Dei um beijo na testa de Nico, mas não conseguia desligar. Desde 2 anos atrás que Bernardo disse que queria ser só meu amigo eu aceitei. O sentimento que eu tinha por ele era bem confuso e poderia ser considerado amizade.. Agora eu estou namorando faz 6 meses e o Nicolas é ótimo, ele é 1 ano mais novo que a gente e estuda no nosso colégio.

Tentei desligar de Bernardo, Rodrigo e o vídeo e comecei a pensar em quando conheci Nicolas… Foi mais ou menos 8 meses atrás, estávamos no fim do 2 ano. Fiquei realmente muito amigo de Bernardo, estávamos muito próximos. Até de Henrique fiquei amigo. Mas sentia falta de estar com alguém. Estar fisicamente com alguém, até amorosamente. Foi então que decidi que era hora de procurar. Não queria saber de Guilherme, ele andava estranho ultimamente, então foi quando conheci Nicolas.

Estava no colégio de tarde entregando uns trabalhos atrasados e quando estava saindo pro pátio vi um menino com uma câmera fotográfica. Ele era bonito, já tinha visto algumas vezes no corredor mas não sabia seu nome nem nada, tinha mais ou menos minha altura mas o resto era completamente diferente. Seu cabelo era bem escuro com cachos e tinha sardas pelo rosto. Quando estava indo pra saída do colégio ouvi o barulho de câmera e um flash na minha direção. Olhei para trás e ele ficou vermelho.

Matheus: Você tirou uma foto minha?

Ele não sabia onde enfiar a cara. Só fez que sim e me disse “o sol bateu no seu cabelo loiro e foi uma cena bonita”. Não levou mais que isso para que eu começasse a me interessar por aquele garoto. Ficamos conversando o dia todo no colégio logo queria um lugar mais calmo então subimos pra umas salas que estavam desativadas. Sentamos em um puff numa das salas e uma coisa levou a outra. Ele era mais novo que eu então tinha muita vergonha de tudo, mas quando o beijei ele soube retribuir. Paramos por aí nesse dia, mas foi o que bastou para que começássemos a nos conhecer mais e mais.

O PUFF DE SEMPRE

O despertador tocou e eu e Nicolas fomos para a aula. Como estávamos atrasados não tivemos muito tempo para nos curtir. E realmente, as últimas semanas foram bem confusas com essa zona que estava.

Nicolas: nos encontramos no lugar de sempre no intervalo?

Matheus: claro, posso levar Bernardo?

Nicolas: eu queria um tempo só pra gente -ele falou um pouco irritado.

Matheus: tudo bem, só nós

Dei um selinho discreto nele e entramos no colégio. Ele foi para sua sala e eu pra minha. Bernardo estava ali e sentei ao seu lado.

Matheus: Como estão as coisas hoje?

Bernardo: Ah, melhor que duas semanas atrás… Só o que eu quero é esquecer essa história.

Matheus: Vai dar tudo certo… -então toquei em sua mão e ele segurou ela e sorriu.

FLASHBACK – 7 meses atrás

Eu estava na frente da casa de Bernardo, tinha ido até lá para fazermos um trabalho. Toquei o interfone e Henrique atendeu e apertou para que eu entrasse.

Henrique: O ber está no banho, tudo bem Matheus?

Matheus: Tudo sim, está saindo?

Henrique: Estou sim, tenho um trabalho da faculdade também.. vou tentar voltar para jantarmos juntos mas qualquer coisa eu aviso. Divirtam-se..

Matheus: Vamos tentar… Química né.. Boa sorte também!

Então ele falou perto da porta “Tchau amor, até depois” mas não ouvimos resposta. “Estou atrasado, avisa ele que eu fui?” Henrique pediu, então falei que sim e ele se foi pela porta.

Comecei a tirar as coisas da mochila e liguei o notebook. Foi então que ouvi:

Bernardo: Amoooooooooooor, eu esqueci a toaaaaaaalha!

Vi uma toalha na cadeira da sala e então peguei e fui até a porta. Bati na porta e quando comecei a falar “O Henrique já…” Bernardo abriu pingando e pelado. Meu coração começou a bater muito rápido e entreguei a toalha pra ele. “Opa, eu tava tentando avisar… O Henrique já foi, pediu pra eu te falar que tava atrasado” falei fechando os olhos. “Oi Matheus” ele falou e deu risada “obrigado, pela toalha também… não precisa ficar tímido, nada que não tenha visto” e continuou rindo fofo e foi se secar no banheiro.

Quando ele voltou eu ainda estava meio sem reação, então ele pegou na minha mão e falou ” eu te considero muito, Matheus, não vamos deixar as coisas estranhas por isso, tudo bem?”

VOLTANDO

Soltei a mão dele e acordei pra vida com a professora gritando. Tiveram muitas outra situações em que Bernardo me fez perder a calma, mas agora eu estava com Nicolas. Podia sentir alguma coisa ainda por ele? Por que seu toque me fazia ficar estranho?

Desde que esse vídeo surgiu, na verdade não sei se foi só com o vídeo, eu continuava a pensar em Bernardo às vezes. Mas logo parei de pensar nisso. Eu estava feliz com Nicolas. A aula passou voando, avisei Bernardo que iria passar o intervalo com Nico, ele mandou beijos e falou que nos falamos depois.

Fui para o último andar, onde as salas estavam em reforma, procurei pela sala que a gente arrombou num dos nossos encontros e sentei no puff onde nos beijamos pela primeira vez. Logo ele entrou pela porta e correu pra mim. Ele era muito fofo. Começou a me beijar com vontade primeiro na boca e depois no pescoço, me deixando excitado.

Ele continuou e foi tirando minha camiseta. “Ei, ei, estamos no colégio…” então ele falou no meu ouvido “tudo bem, aqui não tem ninguém, não tem câmeras, não tem nada” então lembrei de Bernardo e fiquei excitado. Nossa isso era tão errado e fazia muito tempo que não acontecia. Mas eu beijava Nicolas pensando em Bernardo e comecei a ficar muito duro.

Tirei sua camiseta e abri nossas calças. Ele me deu uma camisinha e coloquei, então ele começou a sentar em mim. Empurrei seu corpo pra frente e me atirei mais pra trás no puff, fechando os olhos. Eu imaginava Bernardo ali cavalgando no meu pau com vontade, até que Nicolas começou a gemer. Não era a mesma coisa.

Ele levantou e sentou de frente, enfiando de uma vez só me fazendo gemer alto de prazer. Beijei ele passando a mão por seu corpo e sentindo seu pau duro contra mim. Ele começou a cavalgar no meu pau e bater punheta pra ele. Ouvimos o sinal do intervalo tocar para voltar pra sala então gozei dentro dele. Ele falou “me chupa, vou gozar na tua boca” eu comecei a chupar de olhos fechados e então ele gozou, me beijando logo depois.

Nicolas: tava com saudades disso, de ti animado assim, vamos pra aula? Estamos atrasados já

Matheus: vamos sim

Ele foi pra sala e eu pro banheiro, lavei minha boca e fiquei me olhando no espelho.

Matheus: que que tá acontecendo? -falei num tom preocupado

Passei água no rosto. “Tá tudo bem?” falou uma voz saindo do box que deu barulho de descarga. Era Rodrigo, ele ficou do meu lado e começou a lavar as mãos. “Alguma coisa com Bernardo?” ele insistiu.

Matheus: Não não, é comigo mesmo… -que que ele se interessa tanto com Bernardo?

Rodrigo: Ah bom, melhoras cara..

Então ele saiu. Parando para pensar realmente nessas duas semanas eu vi o Rodrigo olhando pro nosso lado da sala. Ele e Bernardo tinham que conversar, mas eu achava que era apenas pelas coisas do vídeo. Será que tinha algo a mais? E agora, na verdade praticamente sempre, eu com Bernardo no fundo da mente. Parece 2 anos atrás tudo de novo a única diferença é que ele tá com Henrique e não com nós dois. Não quis voltar pra aula, saí do colégio e fui pra casa.

No caminho meu celular começou a tocar. Olhei para a tela: “João”. Atendi com um sorriso grande e tudo que eu estava pensando diminuiu um pouco o peso por saber que poderia dividir com meu primo e saber que ele estaria sempre do meu lado.

*

2 semanas passaram e ainda não descobriram quem vazou o vídeo. Será que saberemos quem foi? Por esse capítulo sabemos que não foi Matheus.

Quem poderá ser?

próximo capítulo: narração do Bernardo e um drama maior ainda se aproxima!

Beijos pra todos!

About gayson

Check Also

Confusões no Colegial – Capítulo 10 – Gripe

−Perfeitos. Simplesmente perfeitos (suspiros). Aqueles abdomens malhados, braços musculosos e os bumbunzinhos… (mordisca os lábios …

4 comments

  1. Amando a cada dia este conto. Me identifiquei em partes.hehe Ansioso pelos próximos capítulos.

  2. Bernado e Henrique, Mateus e João, Rodrigo e outro . Eu apoio esses casais

  3. Queria muito que Bernardo e Rodrigo ficassem juntos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *