Home / Sem categoria / Confusões no Colegial – Capítulo 3 – Sextas-Feiras Passam Rápido

Confusões no Colegial – Capítulo 3 – Sextas-Feiras Passam Rápido

“Como entrou aqui?”– ela perguntou – “Pela janela” – ele respondeu. Daí ela perguntou: −“Você sempre faz isso?” – e ele respondeu: − “Sempre quis tentar uma coisa”; Então mansamente foi se aproximando, devagarzinho, olhando para a boca dela, depois para seus olhos e..., Derick? – Tatiane interrompeu a história ao ver o colega rabiscando algo no caderno – Você está me ouvindo? – sem avisar, puxou a caneta de sua mão ouvindo a exclamação admirada vinda da mesa ao lado:

Nossa. Que desenho lindo! – Lizi interrompera a bronca da amiga. Estava encantada com a imagem que o colega acabara de desenhar.

– O que é isso? – Tatiane puxou o caderno sem pedir licença – Deixe-me ver. – Admirada, devolveu o objeto ao amigo em meio a resmungos – Não acredito – Ela faz muxoxo – Eu aqui, contando sobre o beijo do século e você desenhando anime. Que falta de respeito – E imediatamente é corrigida por ele,

– Ei, quem disse que eu não estava prestando atenção? – Derick fecha o caderno e coloca abaixo da mesa – Nunca ouviu falar que se ouve com os ouvidos?

– É claro que sim – Tatiane retruca cruzando os braços – Mas quando estou falando, preciso de TODA a atenção só para mim – completa com um bico.

– Ah. Então você quer toda a atenção só pra você? – Derick levanta-se ameaçador, olha para Lizi e retorna para Tatiane – Então… – esboça um sorriso peralta – Toma… – junto à amiga começa a fazer cócegas na baixinha que se encolhe de tantas gargalhadas.

– Para, para… – ela grita enquanto saem lágrimas dos olhos – vocês vão me matar… – mas Derick continua:

– Você não queria atenção exclusiva, “Bella Swan[i]”?

Lizi também estava rindo sem parar, mas engoliu em seco quando o jogo mudou de lado. Os amigos imprensaram-na contra a parede do quadro e cutucam em todos os cantos fazendo a garota pedir clemência já sem fôlego.

– Seu magrelo – Tatiane grita e em parceria com Lizi empurram Derick, derrubando-o com cócegas sobre a mesa dos professores.

Gargalhadas e mais gargalhadas. Não percebem o sinal pôr fim ao horário vago e os colegas de classe retornando em grupos aos seus lugares. Param somente quando uma sombra masculina cai sobre ele.

– O que as mocinhas estão fazendo? – Kaio está parado rente a mesa e seus olhos fitam Derick por cima, vermelhinho e sem reação. A surpresa foi tamanha, que o garoto só conseguiu desviar o olhar quando Lizi o puxou, ajudando-o a se levantar.

– Nada que seja da sua conta, bombado. – Tatiane reagiu grosseiramente enquanto ajeitava os óculos.

– Ei baixinha também não precisa morder – Kaio responde à grosseria da colega com energia – Eu só estava brincado. – Sente as mãos da namorada agarrando-o pela cintura e ouve sua voz melosa ao pé do ouvido,

Vem sentar amor – Crícia olhava para o trio como se ignorando a presença deles ali, segura o namorado pela mão e juntos seguem para o fundão. Perplexos, os amigos se viram apoiando-se na lateral da mesa, logo as garotas ouvem Derick sussurrar:

– O que foi aquilo? – questiona olhando para Tatiane.

– Um nojo não é? – a garota faz graça.

– Não, não me referi a eles – Derick prossegue – porque foi grossa? – e ouve Lizi soltar a língua sem pensar,

– Ah magrelo, não repara. Digamos que a Tati tem certo, bloqueio com aos garotos. – Olha sorridente para a amiga e engole em seco ao ver a expressão séria em seu rosto. Deveria ter segurado a língua.

– Se fecha garota, ele falou comigo. – Tatiane desencosta-se da mesa.

– Nossa, foi mal – Lizi iguala o tom de voz – pensei que já tivesse superado – Derick não sabia do que falavam.

– Ah, cala a boca Lizi – Tatiane retira-se irritada voltando para a carteira. Os amigos se entreolham embasbacados, mas antes que houvesse qualquer exclamação, o professor de Matemática entra pedindo silêncio.

* * *

Tic, Tac, Tic, Tac…

O barulho do relógio parecia competir com o zunido do giz deslizando sobre o quadro negro. Havia lição para ser copiada.

– Você está com raiva de mim? – Arrependida, Lizi cutucou a colega sentada na carteira ao lado. Por um momento pensou que Tatiane não responderia, mas sorriu quando a voz soou baixinho.

– Desculpe. Acho que foi o cansaço. – a garota respondeu sem tirar os olhos da lição.

– Dá pra acreditar que vencemos a primeira semana de aulas? – Derick entra na conversa, sussurrando dos fundos.

– Passou tão rápido não foi? – Lizi responde e é interrompida pelo professor pedindo silêncio.

O barulho do giz continua, há também sons de canetas riscando folhas, borrachas apagando erros e então, um pequeno bate-boca pelo docente ter apagado parte do quadro sem perguntar. Aproveitando a onda de protestos, o trio volta a fofocar.

– Quais os planos para o fim de semana? – Derick cochicha para as garotas.

– Não temos.

– Sugere algo?

Uma completa o sussurro da outra.

– Podíamos sair, sei lá. Ir a algum lugar. O que acham? – Derick sugere.

– Podemos marcar pelo Whatsapp[ii]. – Lizi responde atenta à confusão por causa do quadro apagado.

– Okay então. – Derick recosta-se na cadeira se espreguiçando. Resolve olhar discretamente para trás, algo que passara a fazer costumeiramente desde o primeiro dia. Então, sente um gelo subir pela espinha e volta a olhar para frente de supetão, com o coração batendo a mil. Ele vira direito? Kaio estivera a observá-lo pelas costas? O que aquilo significava?

_________________________

[i] [Filme] Isabella Marie Swan (Bela Swan): Uma personagem fictícia da série de livros Crepúsculo (Twilight) escritos pela americana Stephenie Meyer. No parágrafo a autora faz referência a uma das cenas do primeiro filme da saga, produzido pela Paramount Pictures.

[ii] [Aplicativo] Whatsapp Messenger: Um aplicativo de mensagens instantâneas para smartphones lançado em 2009. Além de mensagens de texto, os usuários podem enviar imagens, vídeos, mensagens de áudio e efetuar ligações para qualquer contato que possua o aplicativo.

Notas Finais

About gayson

Check Also

Te amei, amo e sempre vou te amar – Capítulo 14 – A Armadilha

Na segunda feira depois de atender um cliente fora da imobiliária chego e assim que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *